Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Duas Bloggers, Duas Histórias, Uma Doença : A Anorexia.

Duas bloggers, irmãs na doença, juntaram-se num só blog para contarem as suas vitórias. O nosso objectivo será sempre ajudar (se possível) quem esteja a passar por esta doença... a anorexia!

Vocês perguntam. Nós respondemos #2

Está mais que na hora de respondermos à questão que a Pink nos colocou. É uma questão muito importante porque nos faz entender porque motivo não percebemos que estamos doentes. Sei que muitos terão visto, ou lido, sobre este aspecto da anorexia e certamente terão pensado que na realidade não era assim. Nós vamos explicar-vos como foi connosco.

 

P: Eu gostava de saber se aquela imagem banal de estarem magras e olharem ao espelho e verem uma pessoa gorda, corresponde a um dos sintomas da doença?

 

Catarina: Por muito estranho que pareça a verdade é que a imagem que vemos ao espelho nunca corresponde à nossa imagem real. No meu caso eu não me via gorda até porque nunca me achei gorda mas não me via esquelética. Olhava no espelho e diz-me sempre igual a como era quando comecei a emagrecer. Ia perdendo peso, a balança marcava menos, as roupas ficavam mais largas mas o espelho não acompanhava. A verdade é que a nossa mente cria que uma imagem no nosso cérebro e é essa imagem que vemos reflectida no espelho. Podemos ter menos 20 kg mas o reflexo continua inalterado.

 

Vânia: Bem, no meu caso, via-me gorda. Confesso que raramente me olhava ao espelho e só me pesava na médica mas, quando o fazia, achava que estava horrível...
O facto das minhas colegas vestirem o 36 e 38 e eu o 40 e 42 não ajudava... mas, não estava gorda. Apenas tenho as ancas grandes e tinha muito peito e rabo (que fugiram quando emagreci!). Hoje em dia sei que era isso. Mas, naquela altura, só via gordura e queria caber numas 38 - coisa que nem com 47kg's aconteceu...
Recordo-me de que o caminho da paragem de autocarro para a escola me fazia passar por umas montras e lembro-me de ver o meu reflexo e começar a chorar. Achava que estava gorda e que nunca seria magra. Que nunca iria vestir o que elas vestiam... (na altura já deveria ter os meus 50kg's pois foi depois de já ter sido diagnosticada.)
É estranho, mas acontece mesmo! Nós não nos vemos emagrecer. Não nos vemos magras. E ansiamos ser magras.

Na próxima rubrica vamos responder á nossa queria Only one girl

5 comentários

  • Imagem de perfil

    LadyVih 26.07.2016 13:06

    Obrigada minha querida. Sempre com uma palavra simpática! Image
    No meu caso, tive anorexia e depois anorexia nervosa. Nunca perguntei aos médicos se tinham alguma ligação mas acredito que sim. Até porque estar habituada a ser magra e ficar ancuda, rabuda e mamuda não há-de ter ajudado. Image hoje em dia, sinto falta do peito e do rabo. Fugiram bastante... Image
  • Sem imagem de perfil

    Pink Poison 26.07.2016 13:15

    Sabes que ter anca larga significa que é boa fêmea reprodutora... Grande máquina somos nós... Image
    Eu quando emagreço ou engordo nota-se logo na cara e dos dedos das mãos. Graças a deus estes airbags nunca me abandonaram e o rabiosque da baleia branca também não.Image
  • Imagem de perfil

    LadyVih 26.07.2016 13:20

    Como a minha mãe diz ''anca de parideira'' Image
    A primeira coisa que perdi foi o peito e o rabo... agora quando ganho peso é logo barriga! Image o rabo e o peito já foram! 
    Mas, a médica avisou logo que era normal perder primeiro nesses sítios. E pronto, já esta, já esta!
  • Imagem de perfil

    Catarina 26.07.2016 13:29

    Nem sei o que é ter peitoImage. Até grávida usei o mesmo numero de sutiã.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.